Radio

Seguidores

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Histórias Bíblicas

 

 

 ALEGORIA DAS FERRAMENTAS


          Há muito tempo atrás, em uma carpintaria, quando todo o trabalho havia acabado, 
as ferramentas começaram a conversar entre si. Elas discutiam para saber qual delas  era a mais importante para o carpinteiro.
O Sr Martelo começou: Certamente que sou Eu o mais importante para o carpinteiro! Sem mim os móveis não ficarão de pé! Pois eu tenho que martelar os pregos!
O Sr Serrote logo quis dar a sua opinião: Você Sr martelo? Você não pode ser! Seu barulho é horrível! É ensurdecedor ficar ouvindo toc, toc, toc...
O mais importante sou Eu! O serrote! Sem mim, como o carpinteiro serra a madeira?
 Eu sou o melhor!
-         Não, não, não! Falou a dona Lixa: Eu sim sou a melhor! Se não fosse Eu os móveis não seriam tão lisinhos e perfeitos! Eu sou a mais importante!
-         Haaa, até parece! Falou o Sr. Prego: Se não fosse eu nada adiantaria, pois sou eu quem une as coisas. Eu deixo tudo juntinho. Até o Sr Martelo precisa de mim. Bom e eu dele.
- Ah! Mais não é mesmo! Disse a dona Plaina: Eu é quem deixo tudo retinho, e tiro as imperfeições da madeira. Eu sim sou a indispensável... Tsc, tsc, tsc...
- Nada disso, disse a dona Chave de Fenda: Se não fosse Eu, como o carpinteiro iria apertar os parafusos? Eu sim sou a melhor!
- Ah! Não! Que absurdo! Disse o Sr Esquadro: Eu sou o mais importante! Sem mim os móveis ficariam tortos! O carpinteiro nem saberia a medida. Eu sou o mais importante!
As ferramentas ficaram discutindo até o dia amanhecer...
O carpinteiro chegou para trabalhar, colocou sobre a mesa a planta de um móvel e começou a trabalhar! Ele usou todas as ferramentas. Usou o serrote, o martelo, o  esquadro, a lixa, a plaina, os pregos, o martelo, a chave de fenda, a cola e o verniz
 para deixar o móvel brilhando...
Enfim ele acabou. Chegou o fim do dia o carpinteiro estava cansado, mas feliz com o 
que tinha feito! Seu trabalho com as ferramentas tinha ficado ótimo!
O carpinteiro foi para casa. Enfim, as ferramentas voltaram a conversar. Só que agora elas ficaram admirando o que tinham feito todas juntas e o carpinteiro. Sabe o que elas fizeram? Um púlpito de uma igreja! E tinha ficado lindo! Elas chegaram a uma conclusão: Todas eram importantes! Aos olhos do carpinteiro. Ele usou todas! Sem exceção de nenhuma! E o móvel tinha ficado lindo!Elas descobriram que quando todas trabalham
 juntas tudo anda melhor!
(Moral da história)
O carpinteiro representa JESUS ou o Pastor de sua igreja, dependendo como você vai usar essa história.
As ferramentas representam os membros, ou crianças. Cada um de nós tem um valor importante no reino e na obra de DEUS. É Ele quem nós usa e capacita para fazermos
 a sua obra. Cabe a nós como ferramentas nos deixar ser usados.
(Você professor pode colocar a moral que você achar que se encaixa melhor para sua turma)

Programação para Culto Infantil

Programação básica do Culto Infantil:

  •  Oração inicial
  • Leitura Bíblica ( Tema )
  •  Oração (pode ser feita por um grupo de crianças, isso incentiva mais)
  • Equipe de louvor
  • Apresentação dos visitantes
  • Oportunidades
  •  Oferta
  • Mensagem( Trazida por alguém, ou um teatro com o tema, fica a dica)
  • Considerações finais
  •  Oração final
  • Se for Culto de aniversário, cantar parabéns          

Tema para Culto Infantil


Musica para o Dia dos Pais



Musica 1) Meu Pai meu Heroi
BAIXAR AQUI
*****************************
Musica 2) Meu Pai Amigo

BAIXAR AQUI
*****************************
Musica 3) Meu Pai Meu Amigo - Cristina Mel

BAIXAR AQUI
*****************************
Musica 4) Papai Amo Você - Marcelo Nascimento

BAIXAR AQUI
*****************************
Musica 5) Tua Vida Me Ensina - Turma do Printy

BAIXAR AQUI
*****************************
Musica 6) O Paizão que Deus me deu

BAIXAR AQUI
*****************************
Musica 7) Meu Pai - Betty Souza

BAIXAR AQUI
****************************
Musica 8) Enquanto Vou Crescendo

BAIXAR AQUI
****************************
Musica 9) Obrigado - Nani For Kids

BAIXAR AQUI
***************************
Musica 10) O Amor do Meu Pai

BAIXAR AQUI
**************************
Musica 11) Pai - Grupo Ellas

BAIXAR AQUI
**************************

Atividades para o Dia dos Pais

O dia dos pais está chegandojá é hora de planejar nossas atividades para esta data que assim como o dia das mães é uma data especial para os queridos pais de nossos alunos.








Jogral Dia dos Pais

1-SER PAI
TODOS- Ser pai é procurar ser amigo, espelho e mestre do seu filho.
1- É ter no coração a alegria de ser PAI.
2- É ser feliz pelo simples privilégio de ter um ou mais filhos para com eles conviver.
3- É chorar quando o filho chora.
4- É sorrir quando o filho sorri.
1- É sofrer quando o filho sofre.
2- Ser pai é acordar bem cedinho,
3- O pão de cada dia ganhar.
4- Ser pai é ouvir, no final do dia, os filhos e a esposa perguntarem:
1- Como foi o seu dia, papai? 2- Está muito cansado?
3- Esquecendo lutas e fadigas, ele abraça os filhos e ensina-os a orar:
TODOS- “Graças Te dou, ó Deus, nosso Pai, pelo dia de trabalho e pelo pão que Tu nos dás”
2- Ser pai é ensinar aos filhos o caminho do Senhor.
3- É tornar-se como uma criança, para com o filho brincar.
4- É tornar-se adolescente, para com ele dialogar.
1- É tornar-se amigo do jovem, e de seus problemas participar.
2- Ser pai é incentivar, aconselhar…
3- É aos passos do filho acompanhar.
4- Nunca a falsidade usar, pois ser pai requer somente a verdade falar.
1- Ser pai, que pequenina frase!
2- Mas quanta responsabilidade!
3- Ser pai é com o filho participar de derrotas e vitórias;
4- Não só de sonhos, mas também de realidade…
TODOS- PAIS: Ensinem a seus filhos o caminho em que devem andar, e ainda quando forem velhos, não se desviarão dele.


2) HOJE E TEU DIA… ESCUTA PAPAI
MENINAS- Pela mamãe que escolheste para mim…
TODOS- Eu te agradeço, papai!
MENINOS- Pelo meu lar e pedacinho do céu, que os dois construíram…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINAS- Pelo beijo que me dás cada manhã, quando vais para o trabalho…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINOS- Pelo meu primeiro livro, quando entrei na escola…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINAS- Pelas broncas que me dás, de vez em quando ou de vez em sempre…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINOS- Pelas palmadas, poucas ou muitas, no lugar preciso e na hora certa…
TODOS- Eu te agradeço papai”
MENINAS- Pelas tardes de sábado, domingo ou feriado que ficas em nossa companhia…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINOS- Pelo honrado nome que herdei pelo que tenho de parecido contigo…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINAS- Porque tu és bom, generoso, terno, amigo, trabalhador e corajoso…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINOS- Porque em tudo é um verdadeiro exemplo para a família e amigos…
TODOS- Eu te agradeço papai!
MENINAS- Porque tu me ensinaste o caminho do bem e do dever…
TODOS- Eu te agradeço papai!
TODOS- Nós te agradecemos, Papai do Céu, e Te pedimos que abençoe ricamente nosso papai, hoje e sempre. Amém


3) DIA DOS PAIS
1ª criança- A glória dos filhos são os pais e os filhos a herança do Senhor.
Todos- Crianças agradeçam a Deus neste dia, pelos pais, pelos filhos, pelo amor.
2ª criança- Guarda o mandamento do teu pai- é o conselho do grande Salomão que acrescenta com sabedoria:
3ª criança- O filho sábio do pai ouve a instrução.
4ª criança- O Senhor disciplina a quem ama como o pai ao filho a quem quer bem.
5ª criança- Corrigindo-os com entendimento, visando à glória de uma vida além.
1ª criança- Como um pai se compadece do seu filho também o nosso Deus assim o faz- se compadece daqueles que O temem.
Todos- Dando-nos bênçãos de perdão e paz!
2ª criança- O pai do justo se regozijará; seu coração se enche de alegria.
3ª criança- Pois teme o seu filho ao Senhor, que é o princípio da sabedoria.
4ª criança- Vós filhos, obedecei a vossos pais no Senhor.
5ª criança-Não provoque, ó pais, os vossos filhos, criai-os nos caminhos do Senhor.
Todos- E crescendo não se desviarão pra honra e glória do Seu Criador.

Teatro para o dia dos Pais

Um pai adota um filho.

CENA 1 (Os dois filhos e as duas filhas estão estudando. O pai chega do trabalho).
TODOS – Olá Pai!
FILHO 1 – Estamos estudando, pai!
PAI – Que bom, meus queridos! Como vão os estudos?
FILHO 1 – Eu tirei dez na prova hoje.
1 FILHA – Eu tirei nove e meio. Na próxima eu chego lá.
2 FILHO – Como foi no trabalho, pai?
PAI – É, meus filhos, a coisa não está nada boa. A gente tem que trabalhar cada vez mais para conseguir alguma coisa.
FILHA 2 – Pai, eu preciso de dinheiro para comprar caderno e mais um livro.
FILHO 2 – Ah, eu também! Minha caneta e meu lápis já estão no fim.
FILHA 1 – Pai, veja meu sapato. Já está furado. Está na hora de comprar um novo.
PAI – Amanhã eu vejo isto para vocês. O que não pode acontecer é vocês pararem de estudar. Para ter alguma coisa e ser alguém na vida vocês precisam do estudo.
(Os filhos e filhas saem. O pai fica e faz um comentário)
PAI – (à parte) É ... O tempo passa rápido. Os filhos e as filhas vão crescendo... Eu estou ficando cansado e o trabalho é difícil. Os governantes não ajudam. Mas, vale à pena lutar. Os filhos e as filhas são tudo o que tenho e são frutos desta luta.
CENA 2 (O pai está comprando as coisas dos filhos e das filhas. Neste momento, chega a ele um menino pobre e pede algo. O menor chama – se Toninho) .
TONINHO – Por favor, me dê um pão. Estou com fome.
PAI – Onde você mora? Seus pais devem estar te procurando.
TONINHO – Eu não tenho casa e nem pai. Eu fico por aí.
PAI – Quer vir comigo? Na minha casa você vai ter comida e tem um monte de irmãos e irmãs para você brincar.
TONINHO – Você quer ser meu pai? Então eu vou. (Toninho apresenta uma expressão de alegria e felicidade)
PAI – Claro que sim. Vamos Lá!
CENA 3 (O pai voltando para casa com o menor Toninho).
PAI – Olá filhos e filhas! Vejam quem eu trouxe para morar com a gente! Ele vai ser como um filho meu e irmão de vocês.
FILHO 1 – Mas quem é ele, pai? De onde vem?
FILHA 2 – E a família dele, como fica?
PAI – Pelo que eu pude perceber, ele nunca teve família. A partir de hoje nós vamos ser a família dele. Vocês vão me ajudar, não é mesmo?
FILHO 2 – Claro que sim, pai. Nós vamos ser como irmãos e irmãs para ele e ajudá – lo nos estudos.
4 CENA (Depois de passado um tempo, o pai já está velho, não conseguindo mais trabalhar. Os filhos e filhas já estão formados, com diploma na mão e ótimos empregos).
(Os dois filhos e as duas filhas estão reunidos).
FILHA 1 – Bom, quem vai ficar com o pai? Eu não posso. Vou ter que viajar muito. Jornalista é assim mesmo.
FILHO 2 – Ah, na minha casa não dá! Montei meu escritório de advocacia lá e não vou ter tempo para olhar pra ele. E ... minha mulher, vocês sabem como é ...
FILHA 2 – Eu, como médica, não dá; pois é um corre – corre a vida que levo: Consultório, hospital, cirurgia... Não vai dar mesmo!
FILHO 1 – O Toninho talvez (nesta cena, o Toninho já é um rapaz).
FILHA 2– Como? Ele está sem emprego e nem terminou a faculdade.
(Neste momento, Toninho entra em cena, chegando em casa com os livros na mão)
TONINHO – O pai qual é o motivo da conversa?
FILHA 1 – Ah, já sei. Vamos colocá-lo no asilo. Lá eles vão cuidar dele. Ele vai fazer amizade com os outros velhinhos e se acostumar logo.
FILHO 2 – Isso mesmo.
FILHA 1 – Vamos logo resolver este problema. Eu até conheço o asilo de Espigão, onde certamente haverá uma vaga para nosso pai.
FILHO 1– Eu já vou primeiro para ajeitar as coisas enquanto que vocês levam o pai.
(O filho e as filhas saem e fica Toninho sozinho em casa).
TONINHO – Que injustiça! Se pelo menos eu tivesse condições de cuidar dele. Mas isto não vai ficar assim.
CENA 5– (Toninho visita o pai no asilo).
TONINHO – Olá pai. Como está tudo? O senhor está bem?
PAI – É triste, filho. A solidão é imensa! Meus quatro filhos nunca vêm me visitar. Aqui, mesmo recebendo todo cuidado, nunca é como a casa da gente.
TONINHO – Pai, isto não vai ficar assim! Eu ainda vou tirar o senhor daqui.
CENA FINAL
(Toninho, depois de algum tempo, quando terminou os estudos e arrumou um bom emprego, volta a visitar o pai no asilo).
TONINHO – Pai, eu tenho uma ótima notícia. Primeiramente, quero lhe agradecer por tudo o que o Senhor fez por mim. Obrigado! Eu terminei a faculdade e consegui um emprego. Não é uma coisa muito boa, mas dá para se virar e sobreviver. Além disso, como o senhor sabe, eu casei e consegui uma casa para morar. Sendo assim, eu estava conversando com minha esposa e nós resolvemos levar o senhor para morar lá em casa.
PAI – Que bom, meu filho. Eu fico muito contente com isso!
TONINHO – Vamos para casa, pai? (os dois se abraçam e saem felizes).


(retirei da net)