Xat

Seguidores

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

PARÁBOLAS DE JESUS PARA CRIANÇAS - O BOM SAMARITANO



Párabola quer dizer uma história que traz uma lição para as nossa vidas.
HORA DA HISTÓRIA:
 Ler: Lucas 10. 25-37. (Abra sua Bíblia e diga que essa história está dentro da Bíblia e aconteceu de verdade há muito tempo atrás. As crianças precisam saber de onde vem a história e que elas são reais.)
Versículo para DECORAR: " ... amarás o teu próximo como a ti mesmo." Mt Lc 10.27    
APLICAÇÃO: Você deve ajudar as pessoas que precisam, dando alimentos, roupas ou brinquedos;
Demonstre amor às pessoas que estão perto de você.  
Objetivo do Professor: Que a criança salva demonstre amor a alguém necessitado esta semana.
Verdade Central Relacionada à Criança: Se você ama realmente a Deus, mostre o amor dEle a outros.
I – Introdução e Andamento     
A. Um intérprete da Lei, querendo armar uma cilada para Jesus perguntou: “Que farei para herdar a vida eterna?” (v. 25).

[Um intérprete da Lei era um especialista na explicação das leis de Deus. Esta pergunta pode ter sido feita para pegar Jesus numa armadilha ou levá-lO a contradizer algumas partes da lei. O intérprete da lei talvez quisesse também que Jesus lhe assegurasse que ele era aceitável aos olhos de Deus. Era admitido que a pessoa devia obedecer aos mandamentos, a leia escrita e oral, “para herdar a Vida Eterna” (ser salvo)]
Embora o intérprete da lei chamasse Jesus de “Mestre”, ele não acreditava que Jesus fosse realmente o Filho de Deus, pensando que podia alcançar a Vida Eterna com suas boas obras. Mas a Palavra de Deus diz que isso é impossível (Tiago 2.10).

Você jamais alcançaria a Vida Eterna fazendo boas obras suficientes para compensar o pecado em sua vida. (Discuta as boas obras que as crianças pensam que poderiam fazer para ganhar a vida eterna.)

Por sermos pecadores, até as coisas boas que fazemos não nos tornam justos aos olhos do Deus santo (Isaías 64.6). Só Jesus, o Filho perfeito de Deus, podia pagar pelo nosso pecado.
Em vista de amar você, Ele derramou o Seu sangue na cruz para receber o castigo por todo o seu pecado (Apocalipse 1.5b). 

Até que receba Jesus, você não pode agradar a Deus com boas obras.
Jesus conhece tudo sobre você e o ama.

Ele sabia que o Intérprete da Lei não acreditava nEle, mas, mesmo assim, o amou.

B. Jesus respondeu com uma pergunta: “Que está escrito na lei” (v.26).
C. O intérprete da lei respondeu, citando a lei: “A pessoa deve amar a Deus de todo o coração, e a seu próximo como a si mesmo” (v. 27).
Ao citar as palavras de Deus, o intérprete da lei devia estar convicto de que guardava os mandamentos de Deus; caso contrário, e sentiria constrangido, sabendo que não amava a Deus de todo o coração e a seu próximo como a si mesmo.
Ninguém pode amar a Deus e ao próximo de todo o coração em sua própria força. Mas, se você faz parte da família de Deus, Jesus vive em seu coração, dando-lhe o poder para amar a outros com o amor especial de Deus.
A Palavra de Deus diz... (veja 1 João 3.18). 

O amor piedoso não é apenas um sentimento. É uma decisão de se importar com outras pessoas e considerá-las superiores a si mesmo, oferecendo ajuda quando estiverem em dificuldades – mesmo quando seja inconveniente.

Use um exemplo pré-planejado para mostrar reações negativas às necessidades. Faça uma criança representar alguém que esteja com problemas – uma criança andando de muletas, tendo dificuldade em carregar o material da escola, ou outra que pareça solitária ou triste. Faça outras três se apresentarem uma a uma: a primeira se desculpa dizendo que não pode ajudar; outra ignora a criança; a terceira diz palavras bondosas mas não toma qualquer atitude. Discuta a seguir.
Amor não é uma questão de palavras, mas de ação.   

Se você ama realmente a Deus mostre o amor dEle a outros por meio de seus atos. O amor cristão não é egoísta; ele busca sempre o melhor para todos. Tal amor é um presente de Deus e evidencia que você e eu conhecemos Jesus como Salvador (João 13.35).
Só pelo poder de Deus podemos amar a outros com Ele quer. O advogado não queria admitir que não estava obedecendo à lei de Deus, amando outros conforme a vontade dEle.

D. Quando Jesus disse ao homem que sua resposta estava certa, o Intérprete da Lei tentou levar Jesus a fazê-lo sentir-se melhor, pedindo que definisse o termo ‘próximo’ (v.29).
[Na qualidade de judeu, o Intérprete da Lei, sem dúvida, acreditava que seu próximo era um outro judeu. Ele talvez fosse até bondoso com os judeus pobres. De qualquer forma, provavelmente, esperava que a resposta de Jesus aliviasse a culpa que estava sentindo.]
E. Jesus usou uma história para mostrar ao Intérprete da Lei como é o amor de Deus (v.30).
F. Um sacerdote viu um homem ferido na estrada e seguiu caminho (v.31).
[Um sacerdote, que servia a Deus, oferecendo sacrifícios no templo e dirigindo serviços de adoração iria certamente cuidar do seu ‘próximo’. Mas não fez isso, preferindo não se contaminar (Levítico 21.1).]
G. Um levita se curvou, observando a vítima, e depois foi embora (v.32).
[Os levitas ajudavam os sacerdotes no trabalho de Deus. Esse levita devia conhecer a lei; mas ele também recusou-se a ajudar seu próximo.]
H. Um desprezado samartiano teve compaixão, cuidou do homem ferido e o levou a uma hospedaria onde poderia receber tratamento (vv.33,34).
[Os judeus odiavam os samaritanos. O Intérprete da Lei jamais os consideraria como ‘próximo’. Todavia, um samaritano que geralmente não socorreria um judeu, mostrou ser o ‘próximo’ do judeu ferido!]

I. O samaritano pagou todas as despesas, deixou dinheiro e prometeu mais (vv.34,35).

J. Jesus levou o intérprete da lei a uma penosa confissão – o samaritano estava obedecendo a lei de Deus, agindo como um próximo, enquanto os judeus religiosos não fizeram isso (vv. 36,37).
Foi difícil para o intérprete da lei reconhecer que o samaritano era o herói da história de Jesus. Porém o samaritano foi um magnífico exemplo do que significa ser um verdadeiro próximo.
Ele mostrou bondade a um homem que provavelmente o odiava. A Bíblia diz que devemos ‘amar nosso inimigos’ (Mateus 5.44).
Nem sempre é fácil mostrar amor pelos amigos, mas é necessário o amor de Deus para nos estendermos aos nossos inimigos.
Se você mostrou que ama verdadeiramente a Deus, pedindo a Jesus para ser seu Salvador, mostre o amor dEle a outros.

Não é possível fazer isso em sua própria força. Deus vai dar-lhe poder.
Como você poderá mostrar amor nesta semana?

(Referindo-se à representação, discuta maneiras práticas em que as crianças poderão mostrar amor por alguém necessitado.)
Mostrar amor pode exigir algum sacrifício – dinheiro, tempo, participação, contribuição e assim por diante.
Quem é o seu próximo? Qualquer indivíduo que você possa ajudar é seu próximo – qualquer amigo ou inimigo em dificuldades.
Mostrar amor e bondade é uma evidência de que você ama realmente a Deus.
Deus ama todas as pessoas do mundo, não importa qual seja a sua cor ou nacionalidade.
Ele quer que Seus filhos façam o bem a todos.
O Intérprete da Lei compreendeu que ele não estava, na verdade, cumprindo a lei de Deus.
III. Clímax
Jesus ensinou ao intérprete da lei que se ele amava realmente a Deus iria mostrar o amor de Deus a outros (v.37).
IV. Final

A. Conclusão
A Bíblia não nos conta o que o Intérprete da Lei fez com o resultado da história.
B. Desafio (Salvos)
E você? Como parte da família de Deus, se ama realmente a Deus, vai mostrar o amor dEle a outros?
Peça a Deus que o ajude a notar pessoas ao seu redor que estejam com problemas. Não importa quem sejam, Deus lhe dará poder para amá-las. Procure diariamente meios práticos de ajudar (1 João 3.18).
Na próxima semana conte como Deus o ajudou a mostra o Seu amor a outros.
C. Apelo (não salvos)
Só quando tiver a vida eterna por meio do Senhor Jesus, você pode amar realmente a Deus e mostrar o Seu amor a outros. É possível receber ainda hoje essa Vida Eterna (1 João 5.11,12).
Fonte: Bíblia de Recursos para o Ministério com Crianças






HORA DA ATIVIDADE:



Nenhum comentário:

Postar um comentário