Xat

Seguidores

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Papai Noel


Faz parte da lenda baseada em Nicolau, bispo
católico do século V. A Enciclopédia Britânica, 11ª edição, vol. 19,
páginas 648-649, diz:"São Nicolau, o
bispo de Mira, santo venerado pelos gregos e latinos em 6 de dezembro...
conta-se uma lenda segundo a qual presenteava ocultamente a três filhas de um
homem pobre... deu origem ao costume de dar em secreto na véspera do dia de São
Nicolau (6 de dezembro), data que depois foi transferida para o dia de Natal.
Daí a associação do Natal com São Nicolau... "A figura do Pai Natal tem origem
na história de São Nicolau, um santo especialmente querido pelos cristãos
ortodoxos e, em particular, pelos russos”.São Nicolau, quando jovem, viajava muito, ficou a
conhecer a Palestina e Egito. Por onde passava ficava na memória das pessoas
devido à sua bondade e ao costume que ele tinha de dar presentes às crianças
necessitadas. Conta-se que o primeiro presente que o Papai Noel deu foram
moedas de ouro entregues a três meninas pobres. Quando voltou a sua cidade
natal, Patara, na província de Lícia, Ásia Menor, São Nicolau foi declarado
bispo da cidade de Mira. Com o tempo, o santo foi ganhando fama de
fazedor de milagres, sendo esse um dos temas favoritos dos artistas medievais.
Nessa época, a devoção por S. Nicolau estendeu-se para todas as regiões da
Europa, tornando-o o padroeiro da Rússia e da Grécia, das associações de
caridade, das crianças, marinheiros, garotas solteiras, comerciantes,
penhoristas, e também de algumas cidades como Friburgo e Moscou. Milhares de
igrejas européias foram-lhe dedicadas, uma delas ainda no séc. VI, construída
pelo imperador romano Justiniano I, em Constantinopla (Istambul).A
Reforma Protestante fez com que o culto a São Nicolau desaparecesse da Europa,
com exceção da Holanda, onde sua figura persistiu como Sinterklaas, adaptação do
nome São Nicolau. Colonizadores holandeses levaram a tradição consigo até New
Amsterdan (a atual cidade de Nova Iorque) nas colônias norte-americanas do séc.
XVII. Sinterklaas foi adotado pelo povo americano falante do Inglês, que passou
a chamá-lo de Santa Claus - em português, Pai Natal.Mas o lado
positivo, é que até os incrédulos escutam falar de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário